Pelo sexto ano, Bloco do Galo leva irreverência e protesto para Mudança do Garcia

Na segunda-feira (16) de carnaval, o Bloco do Galo promete levar muitas novidades para a avenida no desfile da tradicional Mudança do Garcia. No seu sexto ano, o bloco, que vem com uma nova fantasia, traz o slogan “Madeira que cupim não rói”, fazendo uma homenagem ao compositor e instrumentista Capiba, o mais conhecido compositor de frevo do Brasil.

Conhecido como bloco popular, democrático e de massas, o Bloco do Galo levanta as bandeiras de luta em prol da reforma agrária, pesca, agricultura familiar, meio ambiente, mulheres, cultura, juventude, movimento Negro, dos catadores de materiais recicláveis e LGBT e reúne diversos militantes de esquerda, fazendo alusão ao Bloco Histórico de Antônio Gramsci.

“Nosso bloco agrega irreverência, alegria e opinião. Todos os anos trazemos para a avenida as pautas que estão sendo debatidas na sociedade e este ano não será diferente. Saímos na Mudança do Garcia, que tem essa característica de debater os problemas do nosso país, então, no nosso bloco tem diversão, mas também tem protesto”, afirma Galo. A concentração acontece no final de linha do Garcia, no Restaurante Aconchego da Zuzú, a partir das 10h da manhã, onde lideranças sociais e políticas do estado se congratulam com o parlamentar petista