Rede de esgoto da Sanepar “invade” galeria pluvial

Ao fazer um serviço rotineiro de limpeza de boca de logo, a equipe da Secretaria Municipal de Serviços Públicos descobriu que a principal causa do problema estava num serviço executado pela Sanepar. A rede de esgoto implantada pela companhia de saneamento “invadiu” a galeria pluvial, obstruindo parcialmente o escoamento da água. O fato foi registrado na Avenida Santa Catarina, esquina com a Rua Rubi, na Vila São Miguel.

A Prefeitura foi acionada por moradores da região, que nos últimos 30 dias vinham reclamando do vazamento de água na boca de lobo. Além da água das chuvas, as galerias recebem despejo de empresas como postos de combustíveis e de lavagem de carros. “Com isso, o problema persistia também com o tempo seco. As pessoas ligavam no pátio de máquinas reclamando, especialmente do mau cheiro”, afirma Jaime Gonçalves, secretário municipal de Serviços Públicos.

O prefeito Beto Preto foi até o local para verificar a situação e lamentou mais esse episódio envolvendo a companhia que detém a concessão de exploração do sistema de água e esgoto. Recentemente, a Sanepar foi multada em R$ 4 milhões pela Prefeitura por despejo irregular de esgoto no Rio Pirapó.  “Já acionei a Secretaria Municipal de Obras para que tome as providências necessárias. Vamos notificar a Sanepar, via ofício, e dar um prazo de 30 dias para que a companhia encontre uma solução para esse problema”, anuncia.

Quem esteve também no local foi o vereador Vladimir José da Silva, presidente da Comissão da Água, criada pelo Legislativo para avaliar os serviços de abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgoto. “Estamos fazendo a juntada de documentos e essa é mais uma situação que iremos encaminhar ao Ministério Público. A rede de esgoto foi feita às pressas pela Sanepar. Neste caso específico, que acabou ocasionando grandes transtornos, a comunidade estava cobrando a Prefeitura. A comissão foi criada para ouvir a população, levantar os principais problemas e fiscalizar melhor essa questão”, assinala Vladimir.