Prestação de conta da saúde marca reunião do conselho

O Conselho Municipal da Saúde realizou ontem (26) a segunda plenária do ano com destaque para a prestação de contas da Autarquia Municipal de Saúde (AMS), referente ao terceiro quadrimestre de 2013. Também constou na pauta, o resultado do processo licitatório da compra de medicamentos, bem como a conclusão da sindicância aberta pela saúde do município, a qual inocenta os médicos no caso da morte de um menino de 11 anos atendido no UPA com uma lesão no tornozelo, em outubro do ano passado.

Todos os questionamentos foram prontamente esclarecidos por funcionários dos vários departamentos da saúde presentes na plenária, que também se colocaram à disposição para prestar explicações mais detalhadas em reunião já agendada. O departamento financeiro contábil, por exemplo, marcou para 10 de março, a partir das 9 horas, encontro com a comissão de finanças do Conselho Municipal de Saúde para voltar a discutir o relatório da prestação de contas.

De acordo com balanço financeiro, a receita da AMS no 4º quadrimestre somou R$ 19 milhões e 780 mil, contra R$ 21 milhões e 964 mil em pagamentos efetuados no período. Com um saldo de R$ 5.969.631,68 do quadrimestre anterior, a AMS fechou 2013 com saldo de R$ 3.748.493,79 em caixa.

Esses valores cobriram o total de 852.165 atendimentos, atividades e procedimentos envolvendo a saúde nos últimos 4 meses de 2013. Somente na UPA passaram neste período 33.639 pessoas, uma média de 280 pessoas ao dia.

A recente licitação que envolveu 20 empresas para o fornecimento de 238 itens de medicamentos, ao custo de R$ 7 milhões e 164 mil, à autarquia de saúde, também foi detalhada para plenária, sem maiores questionamentos.