Prefeitura de Buritis encaminha à Câmara projeto de Lei que criará Defesa Civil municipal

O chefe do executivo de Buritis, Antônio Correa de Lima (Toninho-PMDB), encaminhou à câmara de vereadores, um projeto de Lei que visa a criação da Defesa Civil no Município, o projeto de Lei tem como objetivo evitar eventuais desastres que possam vir a acontecer no município, conforme vem ocorrendo na Capital e no município vizinhos de Porto Velho, que fazem margem aos Rio Madeira.

De acordo com o prefeito as consequências das chuvas estão sendo vista de perto pela população, onde pontes e bueiros estão sendo levados pelas fortes chuvas que vem acontecendo em Buritis. “O que não podemos é deixar o Homem do Campo, alunos e produtores de leites sem condições de ir e vir, estamos confiante que a Câmara aprove esse projeto de lei para que possamos junto ao corpo de bombeiro dar condições, segurança e trafegabilidade aos produtores de Leite, Alunos e ao transporte de grãos que alimenta a cidade”, lembrou o prefeito.

A aproximadamente 30 dias, foi nomeado via decreto municipal, uma comissão juntamente com o Corpo de Bombeiro Militar, Polícia Militar, Câmara de vereadores, a equipe que fará o serviço emergencial para essa ação. Em reunião na tarde desta sexta-feira (14) com Adelcio, subcoordenador da defesa civil em Buritis, foi discutido os primeiros planos que essa defesa civil fará em prol dos que dela necessita. O chefe do executivo municipal Toninho Correa está confiante que seja votado na sessão ordinária, que acontece nesta segunda-feira (17), na câmara de vereadores de Buritis.

A criação dessa comissão e a elaboração do Projeto de Lei é fruto da “Primeira Conferência Municipal de Proteção e Defesa Civil”, que aconteceu no início do mês, realizada no auditório do fórum de Buritis. Tendo como objetivo, promover a participação, o controle social e a integração de política publica, relacionadas á Defesa Civil, tendo em vista novos paradigmas para a Proteção e a Defesa Civil Publica. O chefe do executivo finalizou ressaltando que é necessário planejar bem as futuras obras de infraestrutura do município, no intuito de prevenir desastres que possam vir a acontecer.