Nova ambulância reforça frota do Samu em Apucarana

Desde o mês de dezembro, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) em Apucarana atua com o apoio de uma nova ambulância. A unidade, que vem sendo utilizada para atendimento de suporte básico, mas que também pode servir ocasionalmente para ocorrências que requeiram o modo avançado, foi apresentada oficialmente à comunidade nesta segunda-feira (06/01).

A entrega simbólica da chave ao coordenador de enfermagem, Miquéias Romagnolo, que representou o coordenador-geral do Samu Regional, Dr. José Ruy Conde Alves, foi feita defronte ao prédio da Prefeitura de Apucarana pelo prefeito Beto Preto (PT). No ato também esteve presente o presidente da Câmara Municipal, vereador José Airton Deco de Araújo e servidores municipais. “Agradecemos ao Governo Federal. Esta nova ambulância já está em operação, sendo uma ferramenta muito importante para os trabalhos dos profissionais deste serviço de saúde pública, que é regional”, destacou Beto. O valor do investimento, com o veículo e equipamentos, é de cerca de R$115 mil.

Com 65 funcionários, o Samu em Apucarana tem atendido a uma média de 600 chamados ao mês. “Nossa frota local agora é composta por três ambulâncias, sendo duas de suporte básico e uma de suporte avançado, sendo que esta nova, conforme destacado pelo prefeito, pode servir também para ocorrências que exijam o avançado”, informou o enfermeiro Miquéias. Com relação ao quadro de profissionais atual, ele detalhou que são 10 médicos reguladores, 10 intensivistas, 5 enfermeiros, 11 técnicos em enfermagem, 14 condutores, 13 telefonistas/radio-operadores e dois servidores administrativos.

O serviço do Samu em Apucarana é regionalizado e atende a 17 municípios. Pode ser acionado pelo telefone 192 e tem como principal foco prover atendimento pré-hospitalar à população. As ligações são atendidas por telefonistas que anotam dados do local da demanda, emergência médica ou acidente. Toda ligação é gravada. O caso então é passado ao médico que faz a regulação médica e este presta orientações relativas aos primeiros socorros e decide o tipo de ambulância a ser enviada, como as unidades de suporte avançado (UTIs Móveis), usadas em casos mais graves, ou unidades de suporte básico (composta por um condutor e um técnico de enfermagem).