Exposição no Museu da Inconfidência resgata a história do movimento musical Clube da Esquina

A exposição Os sonhos não envelhecem: Clube da Esquina será inaugurada às 20h desta sexta-feira, 9 de maio, na Sala Manoel da Costa Athaíde, Anexo I do Museu da Inconfidência (Ibram/MinC). Vídeos e fotos históricas, manuscritos, partituras e Grammy Latino, entre outros objetos, resgatarão os 40 anos de trajetória do grupo formado em Belo Horizonte que foi um marco na música popular brasileira e consagrou artistas como Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes e Toninho Horta.

A curadoria é de Cláudia Brandão e Márcio Borges, do Museu Clube da Esquina, e de Margareth Monteiro e Janine Ojeda, do Museu da Inconfidência. Durante o evento, será lançado o livro Clube da Esquina 40 Anos, do letrista Márcio Borges, que conta a história do disco Clube da Esquina. O público também será contemplado com um Pocket Show Clube da Esquina, com participação de Márcio e Telo Borges. A entrada é gratuita, com visitação de terça a domingo, das 12 às 18h, até 30 de junho.

SAIBA
MAIS – Clube da Esquina
O Clube da Esquina consistia num grupo de amigos de Belo Horizonte, Minas Gerais.
Em 1971, eles passaram seis meses em uma casa alugada na praia de Piratininga, norte do Rio, compondo e compartilhando seu amor pelos Beatles. No estúdio, a música adquiriu rica grandiosidade, com orquestrações de Eumir Deodato e Wagner Tiso.

O disco produziu uma série de sucessos, entre eles Cravo e Canela e Nada Será como Antes. A influência dos Beatles é particularmente forte nas canções estilo “rock mineiro” primorosamente compostas por Lô Borges, como O Trem Azul e Nuvem Cigana, reluzentes melodias cheias de maravilhas e caprichos.
Trecho do livro 1001 Albums You Must Hear Before You Die.

Márcio Borges, autor do livro 40 anos do Clube da Esquina Márcio Hilton Fragoso Borges, poeta e publicitário, foi o primeiro parceiro musical de Milton Nascimento e um dos letristas mais atuantes e representativos do grupo Clube da Esquina. Nascido em Belo Horizonte, MG, no dia 31 de janeiro de 1946, Borges mudou-se, na adolescência, para o Edifício Levy, no Centro da capital
mineira, e então conheceu os vizinhos Wagner Tiso e Milton Nascimento. Márcio é autor da letra de Clube da Esquina, sua primeira parceria com o irmão Lô.

Posteriormente, essa canção daria nome aos dois discos e ao movimento Clube da Esquina, de cujo núcleo formador Márcio é um dos pilares. Em 1996, escreveu o  livro Os Sonhos Não Envelhecem – Histórias do Clube da Esquina.
Atualmente reside em Belo Horizonte e dedica-se à direção do Museu Clube da Esquina, do qual é idealizador.

SERVIÇO
O QUÊ:
Abertura da mostra Os sonhos não envelhecem: Clube da Esquina, lançamento do livro 40 anos do Clube da Esquina, de Márcio Borges, e Pocket Show Clube da Esquina, com Márcio e Telo Borges.
QUANDO:
Dia 09/05, sexta-feira, às 20h
ONDE:
Sala Manoel da Costa Athaide, Anexo I do Museu da Inconfidência (Rua Vereador Antônio Pereira, 33, Centro Histórico
VISITAÇÃO:
09 de maio a 30 de junho de 2014. Terça a domingo, 12 às 18h. ENTRADA
GRATUITA.
MAIS
INFORMAÇÕES:
www.museuclubedaesquina.org.br