DPE -RO e DPU acompanham transferência das famílias para a Cidade Satélite

As Defensorias Públicas do Estado (DPE-RO) e da União (DPU) vão acompanhar a transferência para a Cidade Satélite das famílias que estão nos abrigos para verificar se as normas de segurança necessárias para o bem-estar das famílias estão sendo cumpridas.
Os defensores públicos Luiziana Teles (DPE) e Thiago Mioto (DPU) reuniram-se na manhã desta sexta-feira, 28, com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Caetano, para conhecerem as estratégias que estão sendo adotadas.

O coronel explicou que a Defesa Civil está seguindo a norma padrão determinada pela lei federal da Defesa Civil, e as especificações da ONU para casos de situação de risco.
A Cidade Satélite, de acordo com o coronel, será composta de 300 barracas, as quais seguirão o mesmo padrão adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Ainda não está definida a data para o remanejamento dos desabrigados
para essa área. Ele afirmou que as famílias ribeirinhas serão abrigadas em áreas próximas as suas localidades até a reconstrução de suas casas.
Os defensores públicos estiveram ainda em alguns abrigos conversando com as famílias para conhecerem as suas expectativas em relação à mudança. Parte delas teme que, com a transferência para a Cidade Satélite, o poder público termine “esquecendo” de resolver a situação em definitivo.