Doutor em história lança livro sobre fotografia mineira do século XIX no auditório do Museu da Inconfidência

O livro O ofício da fotografia em Minas Gerais no século XIX – 1845-1900, do doutor em História Rogério Arruda, será lançado no auditório do Museu da Inconfidência (Anexo I, Rua Vereador Antônio Pereira, 33, Centro) às 19h30 do dia 21 de fevereiro, sexta-feira. A obra, editada pelo próprio autor, é resultado de um projeto contemplado pelo XII Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia 2012. Conta com um amplo e detalhado levantamento dos fotógrafos que atuaram em Minas no período, obtido por uma pesquisa atenta aos vários acervos de publicações (jornais, revistas e almanaques) que circulavam nas cidades mineiras.

Com inúmeras ilustrações, o exercício da fotografia é acompanhado desde os primeiros aos últimos retratistas do século XIX. O livro demonstra que, se valendo da itinerância, os interessados na prática da “nova arte” vagavam pelas antigas e recentes estradas de Minas em busca do sucesso. Por meio de anúncios, eles convidavam o público a conhecer o atelier recém-montado e temporário – muitos fotógrafos repassavam seus equipamentos a “amadores” e partiam para o Rio de Janeiro ou Europa em busca de técnicas recentes. Estes e outros aspectos da história da fotografia serão apresentados no evento, quando o autor ministrará palestra e sorteará exemplares do livro. A entrada é gratuita.

SAIBA MAIS – O autor

Rogério Arruda é Doutor em História pela UFMG (2011), com uma tese que aproxima as cidades de La Plata e Belo Horizonte, ambas com planejamento urbanístico moderno e com fotógrafos oficiais para acompanhar a construção das cidades. Fez mestrado em Comunicação também pela UFMG (2000) e atualmente é professor e pesquisador da Universidade Federal dos Vales de Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), atuando nas áreas de comunicação visual, história das cidades, história da fotografia e história da arte.