Campanhas pedem fim da violência contra a mulher e igualdade racial

O Cine Teatro Fênix recebe nesta quinta-feira (20/11), a partir das 8h30, a programação de duas campanhas de conscientização social encabeçadas pela Prefeitura de Apucarana. Com o mote “Vida digna, com respeito e diretos, é o que nós mulheres queremos”, acontecem atividades da campanha internacional “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher”, que tem à frente a Secretaria Municipal da Mulher e Assuntos da Família, e a ações do Dia Nacional da Consciência Negra, uma promoção da Secretaria da Assistência Social e do Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Social.

O prefeito Beto Preto (PT) lembra que a primeira campanha teve início com atividades de sensibilização já na terça-feira. “Serão ao todo dezesseis dias de palestras e atos públicos em diversos locais, como unidades básicas de saúde, Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro da Juventude, e entidades sociais”, enumera. Ele convida a todas as mulheres de Apucarana para prestigiar pelo menos um momento da programação. “Teremos mesas redondas, oficinas e palestras com especialistas em inúmeros assuntos relevantes, como o enfrentamento do racismo, legislação, prevenção e tratamento de doenças, combate à violência, entre outros temas”, informa o prefeito.
Material de divulgação da programação está sendo distribuído pela prefeitura e também está disponível no site oficial da Prefeitura de Apucarana (www.apucarana.pr.gov.br) ou na rede social www.facebook.com/prefeituradeapucarana.
A secretária da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin Moisés Machado, salienta que a Campanha de “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher” é uma campanha internacional, originária no Instituto de Liderança Global das Mulheres, desde o ano de 1991. “O seu objetivo é mobilizar a sociedade nesta luta e enfatizar que a violência contra a mulher é uma violação aos direitos humanos”, pontua.
De acordo com ela, estatísticas oficiais revelam que uma em cada três mulheres será humilhada, estuprada, agredida ou abusada física ou sexualmente em sua vida. “De todas as violações de direitos humanos que afetam as mulheres no mundo, a violência doméstica é uma das mais comuns”, explica Denise. Ela destaca que o município dispõe de uma ampla política pública voltada para a proteção da mulher e fomento do protagonismo feminino, que visa sobretudo a capacitação e a inserção no mercado de trabalho por intermédio da economia solidária. “Estamos de braços abertos para acolher a todas”, conclui a secretária.
Dia da Consciência Negra – O ponto alto das atividades acontece a partir das 10 horas, no Cine Teatro Fênix, com a palestra “O enfrentamento do racismo se dá antes no âmbito do sexismo”, que será ministrada pelo professor Guilherme Bomba. Às 10h45, o tema será “20 de Novembro”, apresentado pelo Dr. Ernani José dos Santos. Encerrando a programação, às 20 horas, no platô da Praça Rui Barbosa, está previsto a realização de um desfile afro.