Apucarana inaugura Monumento ao Expedicionário

Um dos momentos marcantes da programação festiva no dia do aniversário de Apucarana foi inaugurado ontem (28) o “Monumento ao Expedicionário”, erguido centro cívico de Apucarana, ao lado da Câmara Municipal. A solenidade foi prestigiada por autoridades do exército, com a presença general Altair José Polsin, comandante da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, de Cascavel, do prefeito Beto Preto e vereadores.

Com a iniciativa, incentivo e patrocínio do colaborador Emérito do Exército, Oezir Marcelo Kantor, a obra contou com a parceria da Prefeitura e do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizada (BIMec), de Apucarana. De forma inovadora, o monumento tem duas faces. “De um lado homenageia os ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), que lutaram na Itália durante a 2ª Guerra para conquistar a paz mundial. Do outro, os nossos combatentes da Força de Paz, que nos dias atuais lutam para manter a paz em países como o Haiti. Agradeço ao senhor Kantor e a prefeitura pela parceria que permitiu proporcionar esse presente histórico e eterno para Apucarana”, destacou o comandante do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizada (30º BIMec), tenente-coronel Márcio Luiz Passos Tibério.

Comandante Tibério mencionou uma histórica coincidência de datas. “Neste ano é comemorado os 70 anos de Apucarana, os 70 da Força Expedicionária Brasileira e 10 anos de operação da Força de Paz do exército. Que coincidência feliz”, observou.

O financiador da obra, Oezir Kantor, agradeceu ao prefeito Beto Preto por ter acolhido a ideia de construir o monumento em praça pública. “Apucarana presta uma significativa homenagem aos 25 mil jovens da FEB que foram enviados aos campos de batalha na Itália. Estamos aqui para render gratidão a esses bravos combatentes”, destacou.

As duas esculturas do monumento são obras do artista e militar sargento do 30º BIMec, Heloilton da Silva Mota. “As imagens, em alto relevo, são cópias da escultura que está na Academia das Agulhas Negras, em Rezende-RJ, a qual rende homenagem ao aspirante Mega, morto nos campos de batalha na 2ª Guerra”, explicou.

Grandes homenageados da solenidade, o evento teve a participação especial de dois ex-pracinhas que lutaram na 2ª Guerra Mundial. João Gonçalves da Silva é o único dos 11 expedicionários de Apucarana vivo e que pôde receber o reconhecimento ao lado de outro ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), João Estevam Bérgamo, de Astorga. “Nos 70 anos de Apucarana estamos abraçando esses patriotas, que há exatamente 70 anos já estavam defendendo o Brasil na Itália. É uma justa homenagem através da iniciativa de Oezir Kantor, com o apoio e parceria da administração municipal e do 30º BIMec. Juntos foi possível concretizar esse importante e significativo momento no dia do aniversário de nossa cidade”, disse Beto Preto.