Apucarana anuncia nova frota para a Secretaria de Saúde

O prefeito Beto Preto (PT) autorizou nesta terça-feira (07/01) a renovação da frota de veículos da Autarquia Municipal de Saúde (AMS). O assunto foi tema de uma reunião com o secretário interino, enfermeiro Roberto Kaneta, que é superintendente de Saúde e está cobrindo as férias do titular da pasta, médico Hélio Kissina.

Segundo relatório apresentado por Kaneta, dos atuais 54 veículos da Secretaria de Saúde, pelo menos 20 estão com alto grau de depreciação, e apenas 15 podem ser classificados como em “bom estado”. “A logística de veículos é de suma importância para a administração. Saber o momento certo para a renovação da frota evita gastos excessivos e prejuízos financeiros que refletem em todo o processo de atendimento ao usuário”, destacou o secretário interino. Ele citou como exemplo uma ambulância, ano 2005/2006, que em todo o ano passado consumiu cerca de R$15 mil em manutenção.

Segundo pontuou o prefeito Beto Preto (PT) na reunião, a renovação da frota vai ser gradativa. “Esperamos além dos ganhos no aspecto financeiro, melhorar na prestação dos serviços, aumentando a satisfação da população atendida por toda nossa rede”, disse. Além de recursos próprios da Autarquia Municipal de Saúde (AMS), a fonte de recursos para aquisição de novos veículos também deve vir de emendas parlamentares. “De imediato já estamos licitando 8 novas kombis e sete novos veículos de passeio para serem utilizados pelos diversos departamentos da autarquia de saúde”, adianta o prefeito. Informações do Departamento de Transporte da Saúde também dão conta de que ainda neste primeiro semestre também seja adquirido um novo micro-ônibus para o transporte de pacientes para tratamento de saúde em Curitiba.

Segundo Beto, devido a questões burocráticas e orçamentárias inerentes a um primeiro ano de mandato, não foi possível autorizar a renovação em 2013. “O ano passado foi um período de superação, onde procuramos fazer o melhor com o que recebemos. O correto era que os gestores que me antecederam tivessem tido esta preocupação, que nada mais é do que uma obrigação, que é a de manter toda a frota em condições”, disse.

O prefeito classificou como “lamentável” a condição em que a frota de veículos da Saúde foi entregue no ano passado. “Devido à falta de investimentos, por exemplo, as 38 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) precisam revezar utilização de veículos, quando o ideal é que cada uma das equipes possuam o seu. Com esta nova política de investimento vamos recuperar o tempo perdido”, concluiu o prefeito. Dos atuais 12 veículos da ESF, apenas um é considerado regular. Sete estão em “bom estado” e outros quatro “ruins”.

A medida em que forem substituídos, os veículos da atual frota serão vendidos em leilão pela Autarquia Municipal de Saúde.