Projovem Trabalhador de Apucarana já insere jovens no mercado de trabalho

Conforme preconizado em março deste ano pelo prefeito Beto Preto (PT), quando tiveram inícios as atividades do programa Projovem Trabalhador – Juventude Cidadã, a vida profissional dos alunos que cumpriram todas as etapas da formação já começa de forma segura. Segundo relatório divulgado nesta terça-feira (12/11) pela Agência do Trabalhador de Apucarana, dos 110 alunos que receberam o certificado de conclusão, em solenidade de formatura realizado no último dia 28 de outubro, pelo menos 39 já estão trabalhando. “Apucarana foi a cidade que formou, neste ano, o maior número de alunos em todo o eixo Norte do Estado, que vai de Jacarezinho a Maringá, passando por Cornélio Procópio e Londrina”, destaca Beto.

As capacitações foram para as áreas de Administração, Vestuário (costureiro) e Serviços Pessoais (manicure, pedicure, cabeleireiro, depilador, maquiagem). “São jovens com idades entre 18 e 29 anos, oriundos de famílias de baixa renda, que estavam desempregados e sem nenhum tipo de capacitação profissional, mas que agora, graças a este projeto que tem suas raízes no Governo Federal, por intermédio do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e envolvimento dos governos Estadual e Municipal, podem vislumbrar um presente mais seguro, com um futuro seguramente mais digno e próspero”, salienta o prefeito.

De acordo com o gerente da Agência do Trabalhador de Apucarana, Lucas Ortiz Leugi, dos 39 alunos já devidamente inseridos no mercado de trabalho, dois optaram pelo empreendedorismo. “Isto nos deixa ainda mais satisfeitos e motivados para continuar o projeto com outras turmas, pois além de preparar o jovem para o mercado de trabalho, outra vertente deste projeto é fomentar o lado empreendedor dos jovens para ocupações alternativas geradoras de renda”, destaca Leugi.

Segundo ele, o relatório com o percentual de inserção no mercado até o momento será remetido ainda nesta semana à Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, em Curitiba.

Busca ativa – A trabalho para colocação profissional dos demais formandos da turma do Projovem Trabalhador de Apucarana continua. “Estamos diariamente fazendo a busca ativa de vagas junto as nossas empresas e também periodicamente estabelecendo contato com estes alunos para efetivá-los o mais breve possível no mercado formal”, pontua Leugi. Segundo ele, o empresário interessado em conceder uma oportunidade de emprego deve entrar em contato com a agência. “São jovens com diferencial, capacitados e preparados para suas funções”, afirma.

Além da Agência do Trabalhador, estão envolvidos no programa em Apucarana a Coordenação de Cursos Profissionalizantes da Secretaria Municipal da Indústria e Comércio e também as secretarias da Assistência Social e da Mulher e Assuntos da Família da Prefeitura de Apucarana. “O curso teve duração de seis meses, com carga horária de 350 horas, sendo 100 horas para qualificação social e o restante para qualificação profissional”, detalha Márcia Regina de Souza, secretária da Assistência Social.

Além de uma bolsa-auxílio mensal no valor de R$100, os alunos do Projovem Trabalhador tiveram direito ainda a vale-transporte, lanche, camiseta de uniforme, material didático e certificado de conclusão expedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O investimento foi de cerca de R$300 mil.

Serviço: Mais informações sobre oportunidades gratuitas de profissionalização em Apucarana podem ser obtidas de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O contato pode ser feito pelos telefones 3423-1376. Outra forma é através do Centro de Qualificação Total, da Secretaria da Mulher e Assuntos da Família. Localizado no Jardim América, o telefone é o 3426-7241, ou ainda em qualquer um dos quatro CRAS – Centros de Referência da Assistência Social.