Professores definem currículo escolar para 2014

Por cerca de dois meses educadores das escolas municipais e dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) debateram o currículo escolar para 2014.  Nos próximos dias o documento será finalizado e disponibilizado online, pela plataforma moodle, a todos os docentes. Cerca de 400 professores participaram das discussões que integraram o curso Estrutura Curricular da Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental à Luz da Legislação Vigente, que foi concluído nesta semana, no polo Apucarana da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

O curso é uma parceria entre a Secretaria Especial de Ensino Superior, a Autarquia Municipal de Educação e a Faculdade Apucarana Cidade Educação (Faced). De acordo com Marli Regina Fernandes da Silva, secretária municipal de Ensino Superior, as discussões ocorreram em 9 grupos, que reuniram o  berçário e o maternal, jardim, Pré I, Pré II, 1º, 2º, 3º, 4º e 5º anos. “É a primeira vez, na educação infantil e fundamental de Apucarana, que é feita uma reflexão desta natureza, tendo sempre em vista as diretrizes nacionais e estaduais”, observa a secretária municipal de Ensino Superior.

Conforme Marli, o convite foi encaminhado para todos os professores das escolas e CMEIs, inclusive para aqueles das áreas de educação especial, educação de jovens e adultos, educação física, língua estrangeira moderna e educação integral. “Fizemos vários encontros e no final uma assembléia para votar e aprovar o currículo que será implantado a partir de 2014 e que foi construído coletivamente”, ressalta.

A principal preocupação, conforme a secretária municipal de Ensino Superior, é garantir uma sequência lógica no aprendizado. “É importante verificar o que o aluno estudou no ano anterior e que será passado no ano posterior. A orientação é trabalhar ano a ano para que o estudante siga de forma natural, sem defasagens”, explica, lembrando ainda que o Núcleo Regional de Ensino (NRE) também participou da análise do currículo, com o objetivo de garantir uma sequencia lógica do 5º para o 6º ano.

Marli conta ainda que o currículo será disponibilizado aos professores pela plataforma moodle, um sistema de administração de atividades educacionais que foi implantado pela atual administração. “É uma forma de comunicação online. Criamos grupos de rede e estabelecemos uma corrente de contato que permite compartilhar documentos, referenciais, legislação e também o currículo escolar”, explica.