Octagenário doa mudas de manjericão para o programa de meliponicultura

A Secretaria Municipal de Agricultura recebeu nesta terça-feira (05/11) a doação de mudas de manjericão, que serão distribuídas a produtores cadastrados no programa de meliponicultura (abelhas sem ferrão). As mudas foram produzidas por Joaquim Ramos de Oliveira, 82 anos, que fez o cultivo na horta que mantém nos fundos da sua casa, localizada nas proximidades do Colégio São José. O primeiro lote da produção foi repassado ao secretário municipal de Agricultura, João Carmo Fonseca, que estava acompanhado do superintendente da pasta, Paulo Porto.

Oliveira, que tem 3 filhos e veio a Apucarana em 1967, mostra disposição e diz que, aos 82 anos de idade, não consegue ficar parado.  De acordo com ele, as mudas de manjericão podem ser feitas com o plantio das sementes ou por estaqueamento de galhos. “Tem de cortar um galho novo e tirar todas as folhas na parte de baixo do caule. Depois, plantar o talo e dentro de uns 8 dias já começa a formar raiz”, explica o aposentado, que produziu as mudas utilizando a técnica de estaqueamento.

Segundo Oliveira, o manjericão é de fácil multiplicação e, para quem quiser utilizar a planta como tempero, ele aconselha a não deixar a planta produzir sementes para não tirar a força das folhas. “Meu filho tem uma pitzzaria e sou eu quem forneço o manjericão prá ele”, revela.

O secretário municipal de Agricultura informa que o manjericão é uma das plantas mais utilizadas na meliponicultura. “A planta floresce quase o ano todo e as abelhas sem ferrão são atraídas pelas flores que são pequenas. Vamos repassar as mudas aos produtores, alertando que o manjericão exige alguns cuidados, como irrigar a planta com freqüência para que o solo seja mantido levemente úmido”, orienta Fonseca.