Governo federal vai comprar café de produtores de Apucarana

Agricultores familiares de Apucarana que têm café arábica estocado poderão comercializar o produto diretamente com o Governo Federal. Nesta quarta-feira (04/12), haverá uma exposição técnica no salão nobre da Prefeitura, a partir das 14 horas, com o objetivo de orientar sobre a operacionalização de Aquisição do Governo Federal (AGF). Esta modalidade de compra direta do produtor será viabilizada através de uma parceria entre o Município, a Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário no Paraná e a Superintendência Regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O mercado de café está retraído e, de acordo com estimativa da Secretaria Municipal da Agricultura, cerca de 70% do café colhido na metade do ano permanece nas tulhas. Diante deste quadro, o prefeito de Apucarana, Beto Preto, fez gestões junto aos órgãos competentes em Curitiba para que Apucarana fosse contemplada com o programa de Aquisição do Governo Federal. “Os produtores de café já estavam sofrendo devido às condições climáticas, que levaram à erradicação de muitas lavouras na metade do ano. Aliado a isso, os estoques internacionais estão estáveis, provocando a retração da compra e venda”, explica Beto Preto.

De acordo com o secretário municipal da Agricultura, João Carmo da Fonseca, os agricultores familiares necessitam dessa injeção de recursos para poderem saldar compromissos e também para investir na aquisição de insumos. “As fortes geadas deste ano e o mercado em baixa provocaram sérios transtornos aos cafeicultores. Eles precisam de crédito para continuar investindo na propriedade, comprando insumos e revitalizando as lavouras”, assinala.

A Aquisição do Governo Federal é um instrumento de garantia de preços mínimos, colocada em prática quando as cotações de mercado estão abaixo do preço mínimo estabelecido para a safra vigente. Na semana passada, o valor médio da saca de café de 60 quilos estava fixada, no mercado, em cerca de R$ 180,00. O secretário municipal da Agricultura lembra ainda que o Município intensificou a produção de mudas certificadas e está orientando os produtores a fazer o plantio dentro do modelo mecanizado.