Feira mostra potencial da agricultura familiar

A Feira da Agricultura Familiar, que termina nesta sexta-feira (20/12), na Praça Rui Barbosa, mostrou o potencial do setor e foi uma oportunidade de comercialização para os produtores apucaranenses. Nas cerca de 20 barracas que foram instaladas, os consumidores encontraram mel, café, defumados, pães, bolachas, derivados de leite, hortifrutigranjeiros, plantas medicinais, flores e artesanato. Além disso, os frequentadores puderem degustar a culinária na Praça de Alimentação e apreciar shows com violeiros.

O evento é uma promoção da Secretaria Municipal da Agricultura, com apoio da Fundação Cultural e de Turismo de Apucarana (Funcap).  A abertura da feira ocorreu na noite de quinta-feira e contou com a presença do prefeito de Apucarana, Beto Preto. “A feira faz parte das festividades em comemoração aos 70 anos de Apucarana e foi criada com o objetivo de  divulgar o potencial da agricultura familiar local. Além disso, é uma oportunidade dos consumidores adquirirem  vários produtos diretamente dos agricultores”, assinala.

Conforme João Carmo da Fonseca, secretário municipal da Agricultura, o evento contou com participação de produtores que já comercializam seus produtos em locais como a Feira do Produtor do Terminal Urbano e a Feira da Lua, na Praça Rui Barbosa. “O evento foi um sucesso e muitas pessoas pediram para que ele tivesse continuidade até o final do ano. A nossa intenção é dar sequência nos próximos anos, consolidando mais um evento que atrai consumidores e que, ao mesmo tempo, é uma oportunidade de geração de renda aos agricultores familiares”, salienta Fonseca.

SHOW DE VIOLEIROS – Paralelamente à feira, foi realizado o 1º Show de Violeiros, através de uma parceria entre a Funcap e a Associação dos Violeiros de Apucarana. “Essa é uma oportunidade para os artistas locais mostrarem seu talento. Muitos deles são agricultores e que têm grande potencial artístico, mas estão no anonimato”, observa Fonseca.  Nesta sexta-feira estava prevista a apresentação das duplas Raquel Paris e Thais do Acordeon; José Augusto e Tiãozinho; Nor da Viola e Matuso; Jangada e Valdence; Zeca e Paranaense; João Henrique e Luciano; Evandro e Clodoaldo; Reginaldo Viola e Gabriel; Zé Ramos e Rio Negrense e Fábio Souza.