Atenção básica promove balanço das atividades 2013

Membros da sociedade civil e munícipes estiveram presentes

Foi realizado na manhã de ontem (17), na Escola Marina Graciani Fontanezzi, em Porto Real, um encontro para o balanço das atividades realizadas no ano de 2013 pela Atenção Básica, na Unidade de Saúde da Família de Bulhões.  Assuntos como a importância do acolhimento ao paciente, a implantação da carteira de saúde, e o resultado de uma pesquisa de satisfação do usuário foram discutidos por membros da sociedade civil e por representantes da gerência e coordenação de Atenção Básica. Os vereadores Roberta do Rosário e Ailton Marques estiveram presentes.

A apresentação foi feita através de uma palestra ministrada pela enfermeira Silvana Lopes, a gerente da unidade, e pela coordenadora de atenção básica, Albanéa Trevisan. Durante a discussão foi apresentada uma planta da reforma da unidade, prevista para acontecer em meados de 2014, visando a adequação às normas do Ministério da Saúde e também dar mais conforto e acessibilidade à população. “O acolhimento é muito importante no atendimento, é necessário ter um bom relacionamento entre a comunidade e os profissionais de saúde”, relata Albanéa Trevisan, coordenadora de Atenção Básica.

O público presente teve informação sobre o que é a atenção básica, sua área de abrangência e teve conhecimento sobre quais são os grupos de acompanhamento. Pacientes como os diabéticos, hipertensos, gestantes, menores de dois anos, obesos, dentre outros, possuem uma atenção especial no atendimento.

Mas Porto Real cuida de cada caso sem diferença. “O foco é a promoção e prevenção. Precisamos dar resolutividade, sem prejudicar o atendimento e sem gerar demanda médica”, explica Silvana Lopes, gerente da unidade.

Uma pesquisa de satisfação do usuário, realizada durante todo este ano, entre os pacientes atendidos pela unidade de saúde gerou um resultado que vai de bom a excelente, em quesitos que vão desde o atendimento profissional até as acomodações físicas do estabelecimento.

Outra novidade será a implantação da Carteira de Saúde, em 2014. Através dela, o usuário terá informações que proporcionarão mais acessibilidade e resolutividade no atendimento na unidade de saúde.

Alguns moradores do bairro, como João Batista e Geisiane da Silva, ficaram lisonjeados em poder opinar e discutir a questão da saúde em Bulhões: “Esta é uma porta aberta para a população, aqui podemos mostrar as nossas necessidades. Essa aproximação é muito importante”, diz Geisiane.

A USF Bulhões possui 1281 pacientes cadastrados e atingiu, até o mês de novembro, 3529 atendimentos. Os agentes comunitários de saúde e a equipe da USF realizaram 4502 visitas às famílias.