Agricultura divulga uso de plantas para combater a dengue

A Secretaria Municipal da Agricultura está divulgando o Projeto Dengue Controle Natural, que utilizará plantas para eliminar e repelir o aedes aegypti, mosquisto transmissor da doença. Nesta terça-feira (03/12), o secretário da Agricultura, João Carmo da Fonseca, acompanhado de técnicos municipais, fez uma explanação sobre o programa no Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA).

A exposição esteve inserida dentro de um projeto de educação ambiental desenvolvido pelo CEEBJA e que incentiva o cultivo de pequenas hortas e jardins suspensos nas residências. “A exemplo de outras plantas, a citronela e a crotalária podem também ser cultivadas no quintal ou até mesmo dentro de casa, em vasos ou em recipientes que ficam suspensos, como pneus”, explica Fonseca.

De acordo com Marciel Paz de Siqueira e Jorge Marques, diretores do CEEBJA, a atividade fez parte do encerramento do curso de jardineiro. “Nosso projeto de educação ambiental visa dinamizar o espaço escolar do CEEBJA com o cultivo de forma suspensa ou em pequenos canteiros, considerando que o prédio está localizado na área comercial de Apucarana”, salienta Marques, destacando ainda que outro objetivo do projeto é ensinar o cultivo alternativo a alunos e a funcionários da instituição de ensino.

DISTRIBUIÇÃO – Nesta quinta-feira (05/12), a Secretaria Municipal da Agricultura vai fazer a distribuição de 2.000  mudas de citronela e de sementes da crotalária. A citronela é um repelente natural do aedes aegypti e cada planta mantém o mosquito afastado numa área de até 50 metros quadrados.  Já a crotalária atrai o inseto conhecido como lebélula, um predador natural do aedes aegypti. Para garantir a disseminação da citronela, planta que é mais rara, cada produtor assinará um termo de se comprometendo a repassar, dentro de um prazo de 6 meses, mudas a 10 vizinhos. Em Apucarana, o Projeto Dengue Controle Natural é desenvolvido parceria com a Rede de Rádios.