PREFEITURA ABRE CONCURSO PÚBLICO para nove cargos em Apucarana

A partir desta quinta-feira (dia 2 de janeiro), a Prefeitura de Apucarana abre processo de inscrição para candidatos interessados em seguir carreira, dentro do quadro permanente de servidores, para os cargos de auxiliar de serviços gerais (10 vagas + 01 para portador de deficiência física), carpinteiro (01 vaga), eletricista (02 vagas), encanador (02 vagas), motorista de veículo pesado (11 vagas), operador de máquinas (duas vagas), operário (20 vagas + 01 vaga para portador de deficiência física), pedreiro (01 vaga) e pintor (duas vagas). No geral, o concurso público oferece 53 vagas com salários que variam de R$ 684,67 a R$ 1.157,65. Os valores dos vencimentos correspondem a este mês de dezembro e para todos os cargos a carga horária de trabalho exigida será de 40 horas semanais. Além de alfabetização, cada cargo apresenta como requisitos exigências próprias à função, que a partir da abertura das inscrições poderão ser checadas pelos candidatos no edital, que vai estar disponível online no site www.apucarana.pr.gov.br ou no posto de inscrição que vai estar disponível no térreo do prédio da prefeitura, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30. A taxa é simbólica e terá valor de R$10 (dez reais) para qualquer um dos cargos optados. O prazo de inscrições vai apenas até o dia 17 de janeiro. Mediante apresentação de documentos pessoais e comprovante de endereço, a ficha de inscrição vai constar cargo, nome completo do candidato, RG, CPF, data de nascimento, endereço completo, número de telefone fixo e celular e, se portador de deficiência física a indicação da deficiência.

NOTA FISCAL DO PRODUTOR – Agricultores devem regularizar

A Prefeitura de Apucarana solicita aos agricultores que fazem uso da Nota Fiscal do Produtor Rural para que regularizem a entrega das segundas vias do documento. Os produtores devem procurar o setor de emissão, localizado no térreo da Prefeitura, no período das 12 às 18 horas, para que as mesmas sejam contabilizadas e tenham validade. De acordo com Cláudia Paton, responsável pelo setor de Nota Fiscal do Produtor, o Município precisa da segunda via para dar baixa da nota na Receita Estadual. Além disso, ela alerta que a não entrega poderá implicar no bloqueio do Cadastro de Produtor Rural (CAD/PRO).